Sentimento Basáltico: visitação segue até 31 de maio

Mauri Valdir Menegotto – Gotto, é escultor de pedra basalto e discípulo do artista João Bez Batti, com o qual teve seu primeiro contato com a produção artística. (Foto: Adroir Fotógrafo/Assessoria de Imprensa)

 

Teve início na última terça-feira, dia 18, a exposição Sentimento Basáltico, do escultor Mauri Valdir Menegotto, o Gotto. A solenidade de abertura reuniu diversas pessoas na Casa de Cultura que, além da exposição, puderam também prestigiar um recital com a pianista Juliana Swingel Broilo.

Sentimento Basáltico é uma coletânea de 24 peças esculpidas ao longo da carreira, reunindo trabalhos de 10 anos atrás e exemplares inéditos, além de obras que estiveram na recente Águas de Pedra, exposição que passou pela Galeria Iberê Camargo, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), entre fevereiro e março deste ano.

A exposição Sentimento Basáltico segue aberta para visitação na Casa de Cultura até o dia 31 de maio, de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h.

Mauri Valdir Menegotto – Gotto, nasceu e reside em Bento Gonçalves. É escultor de pedra basalto e madeira e discípulo do artista João Bez Batti, com o qual teve seu primeiro contato com a produção artística e conviveu por 17 anos.  Há 30 anos Gotto participa em mostras coletivas nos principais espaços de exposição artísticas do estado como escultor, assessor de produção e coordenador de produção.

Foto: Aléferson de Menez/Assessoria de Imprensa

 

Foto: Aléferson de Menez/Assessoria de Imprensa

 

Foto: Denise Colombo/Casa de Cultura
Foto: Denise Colombo/Casa de Cultura

Texto: Claudia Chiele

Edição: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

claudiachiele@farroupilha.rs.gov.br