Reunião mensal da Comissão Intergestores Regional foi realizada em Farroupilha

11 de outubro de 2018 14:38

A habilitação do serviço de alta complexidade em traumato/ortopedia para toda a Macro Serra foi a principal pauta do encontro

 

A titular da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, Solange Sonda, e a secretária da Saúde de Farroupilha, Rosane da Rosa, na reunião mensal da Comissão Intergestores Regional

 

A Comissão Intergestores Regional (CIR) Conjunto Macro Serra, que engloba 49 municípios das regiões 23, 24, 25 e 26, esteve reunida em Farroupilha nesta quinta-feira, 11. O encontro, que acontece mensalmente de forma itinerante, reúne secretários municipais de saúde de toda a região. A CIR é um ambiente de debate e pactuação que promove a gestão colaborativa na saúde.

Na abertura do encontro, o prefeito Claiton Gonçalves fez uma rápida saudação de boas-vindas a todos. “A saúde tem sido sempre um item muito importante dentro do conceito de governança dos municípios, por isso eu aplaudo a cada um de vocês pelo trabalho, vocês atendem a necessidade da população, as pessoas confiam nos serviços de saúde dos seus municípios. Essa discussão é muito importante para reconduzir algumas coisa. Os recursos públicos estão cada vez menores e nós precisamos sempre buscar alternativas para fornecer um atendimento público e gratuito aos nosso munícipes.”

Dentre os diversos assuntos discutidos relacionados a saúde da região, a traumato/ortopedia de alta complexidade no atendimento de urgência e emergência para as quatro regiões de saúde da macro serra foi principal pauta.

Hoje, o recurso de R$ 140 mil/mês está no teto financeiro de Caxias do Sul ou seja, o município, através do Hospital Pompéia, é referência para este tipo de procedimento. Destes, R$ 40 mil são para cirurgias de urgência e emergência e os outros R$ 100 mil custeiam 27 cirurgias eletivas.

Em duas reuniões realizadas anteriormente pela CIR do Conjunto Macro Serra, a proposta construída é que 60% deste valor fique para as regiões 25 (Vinhedos e Basalto) e 26 (Uva e Vale, que compreende Farroupilha), que não tinham acesso às cirurgias eletivas. Com isso, ficaria a realização de 16 cirurgias eletivas mensais para essas regiões. E 40%, o que equivale a 11 cirurgias, seriam destinadas para as regiões 23 (Hortênsias) e 24 (Campos de Cima da Serra). Além disso, foram solicitadas junto a 5ª Coordenadoria Regional de Saúde mais oito cirurgias/mês para as regiões 25 e 26 e o aporte financeiro de R$ 100 mil.

Porém, quando a proposta foi colocada em pauta para aprovação na manhã desta quinta-feira, a representante do município de Caxias do Sul apresentou um ofício, assinado pelo Secretário Municipal Interino de Saúde, Júlio César Freitas da Rosa, informando que o município não tem mais interesse de manter os atendimentos de traumato/ortopedia de alta complexidade urgência e eletivos das regiões 25 e 26. No documento, o secretário considera que, diante da proposta apresentada pela CIR do Conjunto Macro Serra, considerando a capacidade de atendimento, o recurso financeiro disponível para atendimentos, a demanda reprimida atual e o tempo médio de espera para cirurgia, abre mão do recurso de R$ 140 mil/mês e deixa de realizar esses procedimentos.

Diante desta situação, a deliberação ao final da reunião da CIR Macro foi que as regiões de saúde 25 e 26 vão se reunir na semana que vem para, em conjunto, encaminharem um ofício ao Ministério Público para garantir uma forma de acesso destas regiões a estas cirurgias, uma vez que Caxias do Sul é a atual referência para toda a Macro Serra com habilitação do serviço de alta complexidade em traumato/ortopedia e apenas o Hospital Pompéia realiza estes procedimentos.

“Todos os gestores reunidos hoje na CIR conjunta em Farroupilha consideram este oficio enviado pelo secretário interino de Caxias do Sul como uma falta de respeito com todos os secretários que participaram desta pactuação”, destaca a Secretária Municipal de Saúde, Rosane da Rosa.

A demanda reprimida nas regiões 23, 24, 25 e 26, que englobam os 49 municípios da região, é de 2.068 pacientes na fila por uma cirurgia eletiva de alta complexidade em traumato/ortopedia e a o tempo de espera é de mais de seis anos. Somente nas regiões 25 e 26, que deixariam de ser atendidas pela referência de Caxias do Sul, são 1.640 pacientes na fila por um procedimento.

 

Texto: Claudia Chiele

Edição: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

Fotos: Adroir Fotógrafo/Assessoria de Imprensa

claudiachiele@farroupilha.rs.gov.br

CONTATO

Praça Emancipação, s/n | Bairro Centro | CEP 95170-444

Telefone (54) 3268.1611

Horário de Atendimento: 9h às 16h

CNPJ 89.848.949/0001-50

OUVIDORIA/FALA, CIDADÃO!

Aplicativo Fala, Cidadão!

Praça Emancipação, s/n | Bairro Centro | CEP 95170-444

Telefone (54) 3261.6996 | E-mail ouvidoria@farroupilha.rs.gov.br

Horário de Atendimento: 9h às 16h