Vigilância Sanitária: dicas sobre medicamentos falsificados

10 de janeiro de 2018 15:51

Adulteração pode ocorrer em remédios de marca e genéricos

Usar remédios falsificados ou adulterados é um perigo. O paciente pode não receber a quantidade necessária de princípio ativo e, o pior, pode fazer mal à saúde. Vale ressaltar que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a falsificação pode ocorrer tanto com medicamentos de marca quanto com os genéricos.

Fique de olho nestas dicas do Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde para não correr o risco de comprar remédios adulterados:

  1. Só compre medicamentos em farmácias e drogarias, de preferência aquelas que você já conhece. Muita atenção com promoções e liquidações: preços muito baixos podem indicar que o medicamento tem origem duvidosa, nenhuma garantia de qualidade ou até mesmo pode ser um produto roubado;
  2. Exija sempre a nota fiscal da farmácia ou drogaria e guarde a nota fiscal, a embalagem e a cartela ou frasco do medicamento que está sendo usado. Eles são seu comprovante, em caso de irregularidade, para você poder dar queixa;
  3. Se o medicamento deixar de fazer efeito, procure imediatamente seu médico;
  4. Verifique sempre na embalagem do medicamento:
  • Se consta a data de validade do medicamento;
  • Se o nome do medicamento está bem impresso e pode ser lido facilmente;
  • Se não há rasgos, rasuras ou alguma informação que tenha sido apagada ou raspada;
  • Se não está amassada ou com o lacre rompido. O rótulo não pode soltar com facilidade ou estar apagado ou borrado;
  • Se consta o nome do farmacêutico responsável pela fabricação e o número de sua inscrição no Conselho Regional de Farmácia;
  • Se consta o número do registro do medicamento no Ministério da Saúde, que são 13 números sempre iniciando com o número 1, escrito da seguinte forma: MS 1.XXXX.YYYY.ZZZ-W;
  • Se o número do lote, que vem impresso na parte de fora, é igual ao que vem impresso no frasco ou na cartela interna;
  • Soros e xaropes devem vir com lacre;
  • A bula não pode ser uma cópia Xerox. Se não for original, não aceite o produto.

 

Em caso de dúvidas ou algo errado com um medicamento informe Departamento de Vigilância Sanitária através do email visa@farroupilha.rs.gov.br ou telefone 54 3261.6953.

 

Fonte: Agencia Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA

Edição: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

claudiachiele@farroupilha.rs.gov.br

CONTATO

Praça Emancipação, s/n | Bairro Centro | CEP 95170-444

Telefone (54) 3268.1611

Horário de Atendimento: 9h às 16h

CNPJ 89.848.949/0001-50

OUVIDORIA/FALA, CIDADÃO!

Aplicativo Fala, Cidadão!

Praça Emancipação, s/n | Bairro Centro | CEP 95170-444

Telefone (54) 3261.6996 | E-mail ouvidoria@farroupilha.rs.gov.br

Horário de Atendimento: 9h às 16h